28 de maio de 2009

Bibliografia básica de marcadores da diferença

ADORNO, Sergio. “Violência e racismo: discriminação no acesso à justiça penal”. In Schwarcz, Lilia Moritz e Queiroz, Renato (orgs.) Raça e diveridade. São Paulo, Edusp e Estação Ciência, 1996.

ALMEIDA, A.W. Os quilombos e as novas etnias. In: LEITÃO (org.) Direitos Territoriais das Comunidades Negras Rurais. São Paulo: Instituto Socioambiental, 1999.

ALMEIDA, Heloisa Buarque et alli (orgs.) Gênero em Matizes, Bragança Paulista, EDUSF, 2001.

ALMEIDA, Heloisa Buarque: “Consumidoras e heroínas: gênero na telenovela”, Revista de Estudos Feministas, Vol.15, n.1 / 2007, pp. 177-192

ALMEIDA, Miguel Vale de: “Género, Masculinidade e Poder: revendo um caso do sul de Portugal”,/ Anuário Antropológico/95/, RJ, Tempo Brasileiro, 1996

ANDREWS, George Reid. “Desigualdade racial no Brasil e nos Estados Unidos” In, Revista Afro-Asiática 22, s.e, 1992.

APPIAH, Kwame Anthony. Na casa de meu pai. A África na filosofia da cultura. Rio de Janeiro, Contraponto, 1997.

APPIAH, K. A. Cosmopolitanism: ethics in a world of strangers. New York, London, W.W. Norton & Company, 2006.

ARAÚJO, Ricardo Benzaquen. Guerra e Paz: Casa-Grande & Senzala e a Obra de Gilberto Freyre nos Anos 30 Rio de Janeiro, Editora 34, 1994.

ARRUTI, José Mauricio, Mocambo: antropologia e história no processo de formação quilombola. Bauru: EDUSC, 2006

AZEVEDO, Thales. As elites de cor, um estudo de ascensão social. São Paulo, Cia. Editora nacional, 1955

AZEVEDO, Thales. Classes e grupos de prestígio. Cultura e situação racial no Brasil. Rio de Janeiro, Civilização Brasileira, 1966.

BHABHA, Homi. Nation and narration. London/New York, Routledge, s.d.

BANTON, Michael. The idea of race. Boulder, Westview Press, 1977.

BARCELOS, Luiz Claudio. “Educação um quadro das desigualdades raciais” In Estudos Afro-Asiáticos no. 23, Rio de Janeiro, s.e., 1992.

BASTIDE, Roger e FERNANDES Florestan. Brancos e Negros em São Paulo: Ensaio Sociológico sobre aspectos da Formação, Manifestações Atuais e Efeitos do Preconceito de Cor na Sociedade Paulistana. 2a Edição Revista e Ampliada, Brasiliana, volume 305, SP, Companhia Editora Nacional, 1959.

BASTIDE, Roger e FERNANDES, Florestan. Relações raciais entre negros e brancos em São Paulo. São Paulo, Unesco/ Anhembi, 1955.

BATISTA, Marta Aimée R. & GALVÃO, Olívia Maria. “Desigualdades raciais no mercado de trabalho” In Estudos Afro-Asiáticos n. 23 Rio de Janeiro, s.e., 1992.

BEDERMAN, Gail. Manliness and Civilization: a cultural history of gender and race in the United States 1880-1917 (capítulos 3, 4, 5)

BERCOVICH, Alícia. “Fecundidade da mulher negra: constatações e questões”. Textos Nepo. Campinas, Nepo/Unicamp, (11):47-101, 1987.

BERQUÓ, Elza. “Nupcialidade da População negra”. In Textos Nepo. Campinas, Nepo/Unicamp, (11), 1987.

BOAS, Franz. Raça e Progresso. In: Antropologia Cultural – Franz Boas. (org, Castro, C.) Rio de Janeiro, Jorge Zahar Ed., 2004.

BRAH, Avtar: “Diferença, diversidade, diferenciação”, /cadernos pagu/, 26, 2006, pp.329-376 (disponível no scielo)

BUTLER, Judith: /Problemas de Gênero./ Rio de Janeiro, Civilização Brasileira. 2003

CARRARA, Sergio e SIMÕES, Julio Assis. Sexualidade, cultura e política: a trajetória da identidade homossexual masculina na antropologia brasileira. cadernos pagu, 28 (2007)

COETZEE, John. Desonra. Companhia das Letras, São Paulo, 2001.

CORRÊA, Mariza: “Do feminismo aos estudos de gênero no Brasil: um exemplo pessoal” /cadernos pagu/, 16, 2001, pp. 13-30.

COSTA, Sergio. “A Agonia do Brasil Mestiço”. In: Dois Atlânticos: teoria social, anti-racismo, cosmopolistismo. Belo Horizonte, Editora UFMG, 2006.

COSTA Pinto, L. A O Negro no Rio de Janeiro: Relações de Raça numa Sociedade em Mudança. Coleção Brasiliana, Série 5, v.276, SP, Cia Ed. Nacional, 1953

CRAPANZANO, Vincent. Estilos de Interpretação e a retórica de categorias sociais. In: Raça como Retórica: a construção social da diferença. (org, Maggie, Y e Rezendo, C.) Rio de Janeiro, Civilização Brasileira, 2001.

DEBERT, Guita Grin e GREGORI, Maria Filomena: Violência e gênero: novas propostas, velhos dilemas. /Revista Brasileira de Ciências Sociais/, Fev 2008, vol.23, no.66, p.165-185. – disponível no scielo

De LAURETIS, Teresa: "A Tecnologia do Gênero" in: HOLLANDA, Heloisa Buarque de (org.), /Tendências e Impasses - O Feminismo como Crítica da Cultura/, Rio de Janeiro, Rocco, 1994.

DEGLER, Carl. Nem Preto Nem Branco: Escravidão e Relações Raciais no Brasil e nos Estados Unidos, Rio de Janeiro, Editora Labor do Brasil, 1976.

DOUGLAS, Mary. Pureza e perigo. São Paulo: Perspectiva, 1976.

DUMONT, Louis. Homo Hierarquicus: O Sistema de Castas e Sua Implicações: Brasília. Ed.UNB, 1992. Apêndice a.

FERNANDES, Florestan. A integração do negro na sociedade de classes. São Paulo, Cia Editora Nacional, 1965, 2 vols.

FERNANDES, Florestan. O negro no mundo dos brancos. São Paulo, Difusão Européia do Livro, 1972.

FOUCAULT, Michel. História da Sexualidade I: a vontade de saber. /, Vol. 1, Rio de Janeiro: Graal, 1977.

FOUCAULT, Michel. A política da saúde no Século XVIII. In: Microfísica do Poder Rio de Janeiro: Graal, 1979.

FRANCHETO, Bruna et al. (1981), "Antropologia e Feminismo", /Perspectivas Antropológicas da Mulher/ Rio de Janeiro, Zahar, vol.1/,/ n,1, 1981.

FRASER, Nancy: “From distribution do recognition - Dilemmas of justice in a ‘post-socialist’ age” New Left Review, 212, pp.68-93, jul/ago 1996

FREYRE, Gilberto. Casa grande & senzala - formação da família brasileira sob o regime de economia patriarcal. Rio de Janeiro: Record Ed., 1992[1933]

FREYRE, Gilberto. Casa Grande & Senzala. Rio de Janeiro, Maia & Schmidt, José Olympio, 1933.

FRY, Peter. A persistência da raça. Rio de Janeiro, Civilização Brasileira, 2005.

FRY, Peter. Da hierarquia à igualdade: a construção histórica da homossexualidade no Brasil. In: Fry, P. Para inglês ver: identidade e política na cultura brasileira. Rio de Janeiro: Zahar, 1981, cap. 4.

FRY, Peter. “Feijoada e soul food” in Para inglês ver. Rio de Janeiro, Paz e Terra, 1982.

GARFINKEL, Harold. Passing and the managed achievement of sex status in an “intersexed” person. [1967] In: Studies in ethnomoethodology. NY, Prentice Hall 1967 (Recentemente republicado em Stryker, S. & Whittle, S. org. The transgender studies reader. Londres; Routledge, 2006)

GUIMARÃES, Antonio Sérgio Alfredo. “Racismo e anti-racismo no Brasil” São Paulo, dissertação de livre-docência, 1997.

HALL, Stuart: /A questão da identidade cultural na pós-modernidade. /Rio de Janeiro, DP&A, 1999. (ou HALL, Stuart. “A questão da identidade”. Campinas, texto didático, IFCH/UNICAMP.) – é o mesmo texto, 2 edições diversas

HALL, Stuart. “Que ‘negro’ é esse na cultura negra?” in: Da Diáspora: identidades e mediações culturais, Belo Horizonte, Ed. UFMG, 2003

HARAWAY, Donna. Primate Visions: gender, race and nature in the world of modern science. New York: Routledge, 1989 (capítulo 3)

HARAWAY, Donna: "Saberes localizados: a questão da ciência para o feminismo e o privilégio da perspectiva parcial", cadernos pagu, 5, 1995, pp.7-41

HARAWAY, Donna. Gênero para um dicionário marxista: a política sexual de uma palavra. Cadernos Pagu 22 (2004): 201-246. (disponível no scielo)

HARAWAY, Donna. Teddy Bear Patriarchy: taxidermy in the Garden of Éden, New York City. In: Primate visions: gender, race and nature in the world of modern science. New Yotk, Routledge.

HARAWAY, Donna. Simians, Cyborgs, and Women – the reinvention of nature. New York, Routledge, 1991

HARRIS, M. Patterns of race in the America. New York, Walker and Company, 1964.

HASENBALG, Carlos A. Discriminação e desigualdades raciais no Brasil. Rio de Janeiro, Biblioteca de Ciências Sociais, 1979.

HASENBALG, C. A., VALLE E SILVA N. do e BARCELOS, L. C. “Notas sobre miscigenação racial no Brasil” in Estudos Afro-Asiáticos 16. Rio de Janeiro, s.e. 1989.

IRVINE, Janice. The sociologist as voyeur: social theory and sexuality research, 1910-1978. Qualitative Sociology, v. 26, n. 4, 2003.

JACKLYN, Cock e BERNSTEIN, Alison. Melting Pots & Rainbow Nations: conversations about Difference in the United States and South Africa. University of Illinois Press, Urbana and Chicago, 2002.

LAQUEUR, Thomas: Inventando o sexo: corpo e gênero dos gregos a Freud, Rio de Janeiro, Relume-Dumará, 2001

LASMAR, Cristiane. De volta ao lago do leite: gênero e transformação no Alto Rio Negro. São Paulo, Ed. Unesp, 2005. Esp. Cap. 4: De trajetórias, identidades e corpos.

L´ESTOILE, Benoit; NEIBURG, Federico; SIGAUD, Lygia (Orgs) Antropologia, Impérios e Estados Nacionais. Relume Dumará, Rio de Janeiro, 2002.

LIPUMA, Edward. Modernity and forms of personhood in Melanésia. In; Strathern, A. & Lambeck, P. org. Bodies and persons: comparative perspectives from Africa and Melanesia. Cambridge University Press, 1998.

MARTIN, Emily. The Woman in the Body. A Cultural Analysis on Reproduction. Boston,

Beacon Press, 1987. Tradução em português: A mulher no corpo: uma análise cultural da reprodução, Rio de Janeiro, Garamond,

MARX, Anthony W. “A construção da raça e o Estado-Nação” in Estudos Afro-Asiáticos29. Rio de Janeiro, s.e. 1996.

McCLINTOCK, Anne. Imperial leather. Race, gender and sexaulity in the colonial contexto. New York, Routledge, 1995. (o cap. 2 está traduzido: Couro imperial. Raça, travestismo e culto da domesticidade.cadernos pagu, 20 (2003): 7-85).

MACCORMACK, Carol e STRATHERN, Marilyn (orgs.) Nature, culture and gender. Cambridge, Cambridge University Press, 1980.

MEAD, Margaret: /Sexo e Temperamento/,São Paulo, Ed. Perspectiva, 1999.

MOORE, Henrietta: "Compreendendo Sexo e Gênero". In: T. INGOLD (org.) /Companion Encyclopedia of Anthropology/, London, Routledge, 1997 (tradução de Júlio Assis Simões).

MOUTINHO, Laura. Negociando com a adversidade: reflexões sobre “raça”, (homos) sexualidade e desigualdade social no Rio de Janeiro. Estudos Feministas, 14[1] (2006): 15-41.

MOUTINHO, Laura. Razão, “Cor” e Desejo: Uma Análise Comparativa sobre Relacionamentos Afetivo-Sexuais “inter-raciais” no Brasil e na África do Sul. São Paulo: Editora Unesp, 2004.

MURRAY, David A.B.. Queering the culture cult. Social Analysis. 46, 1 (2002): 81-89.

NADER, Laura: “Num Espelho de Mulher: Cegueira normativa e questões de direitos humanos não resolvidas”, Horizontes Antropológicos, ano 5, n.10, 1999

NOGUEIRA, Oracy. “Preconceito Racial de Marca, Preconceito Racial de Origem” in: Tanto Quanto Branco: Estudos de Relações Raciais. SP, T.A.Queiroz Editora, 1985

NOGUEIRA, Oracy. “Tanto preto quanto branco: estudos de relações raciais. São Paulo, T.A. Queiroz, 1954/1985.

OLIVEIRA, João Pacheco de (org.). 1998. Indigenismo e Territorialização: Poderes, Rotinas e Saberes Coloniais no Brasil Contemporâneo. Rio de Janeiro: Contra Capa Livraria. 310 pp.

OLIVEIRA FILHO, J. P. Uma etnologia dos "índios misturados"? Situação colonial, territorialização e fluxos culturais. Mana - Estudos de Antropologia Social, Rio de Janeiro, v. 4, n. 1, p. 47-77, 1998.

PERLONGHER, Néstor. O negócio do michê. [1987] São Paulo: Fundação Perseu Abramo, 2008. Capítulos a indicar.

PIERSON, Donald. Brancos e pretos na Bahia. Estudo de contacto racial. São Paulo, Nacional, 1971.

PISCITELLI, Adriana. “Recriando a (categoria) mulher?”. In: Leila Algranti (org.) “A prática feminista e o conceito de gênero”. /Textos Didáticos/, nº 48. Campinas, IFCH-Unicamp, 2002, pp. 7-42.

PISCITELLI, Adriana, Maria Filomena GREGORI e Sergio CARRARA, org. Sexualidade e saberes: convenções e fronteiras. Rio de Janeiro; Garamond, 2004.

POSADA, J. E. M. “Cor segundo os censos demográficos”. s.l., manuscrito, s.d.

PRADO, Paulo. Retratos do Brasil: Ensaios sobre a Tristeza Brasileira (3a Edição), Rio de Janeiro: F. Briguiet e Cia, 1931.

RIBEIRO, Fernando Rosa. “A Construção da Nação na África do Sul: A Ideologia Individualista e o Apartheid”. In: Série Estudos Ciências Sociais. No 3, PPGS/LPS/IFCS/UFRJ, 1994.

ROSENBERG, Fulvia. “Segregação espacial na escola paulista” In Estudos Afro-Asiáticos 19, Rio de Janeiro, s.e., 1990.

ROSENBERG, F. & PINTO, R.P. “Saneamento básico e raça” XV Encontro Anual da Associação Nacional de Pós Graduação e Pesquisa em Ciências Sociais - ANPOCS, Caxambú, out. 1991, mimeo.

RUBIN, Gayle: “El Tráfico de Mujeres: notas sobre la “economia política” del sexo”, Nueva Antropología, Vol. VIII, n. 30, México, 1986 (original em inglês, há tradução para o português não publicada)

RUBIN, Gayle, Pensando sobre sexo: notas para uma teoria radical da política da sexualidade (Tradução em português de circulação restrita). In: Abelove, H; Barale, M; Halperin, D., org. The lesbian and gay studies reader. Londres: Routledge, 1993.

SANSONE, Lívio. “Cor, classe e modernidade em duas áreas da Bahia (algumas primeiras impressões)” In Estudos Afro-Asiáticos 23. Rio de Janeiro, s.e., 1992.

SANSONE, Lívio. “Pai preto, filho negro. Trabalho, cor e diferenças de geração”. In Estudos Afro-Asiáticos 25. Rio de Janeiro, s.e. 1993.

SANSONE, Lívio. “Nem somente preto ou negro. O sistema de classificação racial no Brasil que muda” In Afro-Ásia 18, Rio de Janeiro, s.e., 1996.

SCHWARCZ, Lilia Moritz. O espetáculo das raças. Cientistas, instituições e questão racial no Brasil. 1870-1930. São Paulo, Companhia das Letras, 1993.

SCHWARCZ, Lilia Moritz. "nem preto, nem branco muito pelo contrário". In História da vida privada IV. São Paulo, Companhia das Letras, 2000.

SCHWARCZ, Lilia Moritz. “Questão racial e etnicidade” In Miceli, Sérgio (org.) O que ler na ciência social brasileira – Antropologia (vol. I), São Paulo, Ed Sumaré/Anpocs, 1999

SCOTT, Joan: “Gender: a useful category of historical analysis” in: /Gender and the politics of history/, New York, Columbia Univ. Press (ou na tradução: “Gênero: uma categoria útil de análise histórica”, /Educação e Realidade/, Porto Alegre, 16 (2), jul-dez 1990, pp. 5-22 – *ATENÇÃO!! - não usar tradução disponível da internet, pois não é o texto completo*)

SCOTT, Joan: “O Enigma da igualdade”, Estudo feministas, 13 (1), 2005

SEDGWICK, Eve Kosofsky. A epistemologia do armário. cadernos pagu, 28(2007):1954.

SEYFERTH, Giralda. "A assimilação dos imigrantes como questão nacional". In: Revista Mana, v. 3, nº 1, 1997.

SHIRAISHI, Neto, Joaquim. Direito dos Povos e das comunidades tradicionais no Brasil: declarações, convenções internacionais e dispositivos jurídicos definidores de uma política nacional. Serie Documentos de Bolso No1. Edições PPGSCA-UFAM, Manaus: UEA, 2007.

SIMÕES, J. A.; CARRARA, Sérgio; RAMOS, S.; FACCHINI, R.. Política, direitos, violência e homossexualidade. Rio de Janeiro: CEPESC, 2006.

SKIDMORE, Thomas E. Preto no branco. Raça e nacionalidade no pensamento brasileiro. Rio de Janeiro, Paz e Terra. 1976.

SOUZA, Juliana Beatriz Almeida de. “Mãe negra de um povo mestiço” In Estudos Afro Asiáticos 29. Rio de Janeiro, s.e. 1996.

SOWELL, Thomas. Race and culture. New York, s.e., 1994.

STOLCKE, Verena. Racismo y Sexualidad en La Cuba Colonial. Madrid, Alianza América, 1992.

STOLCKE, Verena: “Is sex to gender as race to ethnicity?” in Teresa DEL VALLE: Gendered Anthropology, London, Routledge. (traduzido e um pouco diferente porque escrito antes em português: “Sexo está para gênero assim como raça para etnicidade?”, Estudos Afro-Asiáticos, n. 20, 1991)

STOLCKE, Verena: “O enigma das Interseções: classe, “raça”, sexo, sexualidade. A formação dos impérios transatlânticos do século XVI ao XIX” /Estudos Feministas, /14(1): janeiro-abril, 2006, pp. 15-41 (disponível no scielo)

STOLER, Ann Laura e COOPER Frank. “Between Metropole and Colony: Rethinking a Research Agenda”. In Cooper and Stoler (ed.) Tensions of Empire: Colonial Cultures in a Bourgeois World. Berkeley: Univesity of California Press, 1997

STRATHERN, Marilyn: "Necessidade de Pais e Necessidade de Mães", /Estudos Feministas/, Vol. 3, n. 2, 1995.

STRATHERN, Marilyn. Entre uma melanesianista e uma feminista. Cadernos pagu, 8/9 (1997): 7-49.

TAMBURO, Estela Maria Garcia. “Mortalidade infantil da população negra brasileira” In Textos Nepo. Campinas, Nepo/Unicamp, (11), 1987.

TURRA, Cleusa e VENTURI, Gustavo (orgs.). Racismo cordial. São Paulo, Ática, 1995

TWINE, France Winddance. Racism in a racial democracy. The maintenance of white supremacy in Brazil. New Jersey, Rutgers University Press, 1997.

VALLE E SILVA, Nelson do. “Black-White income differentials: Brazil, 1960”. Michigan, tese de doutoramento, Universidade de Michigan.

VALLE E SILVA, Nelson do. “Aspectos demográficos dos grupos raciais”. In Estudos Afro-Asiáticos no. 23. Rio de Janeiro, s.e., 1993.

VALLE E SILVA, Nelson do. “Uma nota sobre raça social no Brasil” In Estudos Afro-Asiáticos 26, Rio de Janeiro, s.e., 1994.

VANCE, Carole. A antropologia redescobre a sexualidade. Physis, 5 (1995): 7-32.

VELOSO, Caetano. Verdade tropical. São Paulo, Companhia das Letras, 1997.

VIANNA, Hermano. O mistério do samba. Rio de Janeiro, Jorge Zahar Editor, 1995.

WADE, Peter. 1993 Blackeness and Race Mixture: The Dynamics of Racial Identity in Colombia, Baltimore and London, The Johns Hopkins University Press.

WADE, Peter. “Identidade Racial, Formação do Estado e Nacionalismo: uma Visão Teórica” In: Interseções – Revista de Estudos Interdisciplinares, UERJ, Rio de Janeiro, Ano 2, No 1, pp. 105-128, 2000.

WEEKS, Jeffrey Sexuality and its discontents: meanings, myths and modern sexualities. Routledge & Kegan Paul, 1985.

WILLIAMS, Kim. Mark One or More: Civil Rights in Multiracial America. The University of Michigan Press, 2006.

WOOD, Charles H. “Categorias censitárias e classificação subjetiva da população negra brasileira” In LOVELL, P. (ed.) Desigualdades raciais no Brasil contemporâneo. Belo Horizonte, Cedeplar/UFMG, 1991.

YOUNG, Robert. Colonial Desire: hybridity in theory, culture and race. London e New York: Routledge, 1995.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Postar um comentário